Compartilhe metas para crescer

Avaliação:

(9 Avaliações)

Por Adriana Silvestrini - adriana.silvestrini@sm.com.br - 05/05/2016

Enquete de SM constatou que 72% dos funcionários não conhecem os objetivos da empresa. E isso é ruim para o seu supermercado

Não. Essa é a resposta para a pergunta acima. Até aí nada demais. O que preocupa é que uma enquete realizada pelo Portal SM constatou que 72% dos participantes afirmaram não conhecer os objetivos definidos pela empresa. Apenas 13% disseram que conhecem e 15% são informados sobre eles e participam para alcançá-los. Segundo Waldomiro Sesso Filho, sócio- diretor da consultoria O Ponto de Equilíbrio, quando sabem quais são as metas, os colaboradores conseguem opinar sobre como atingi-las, o que costuma encurtar o caminho para o crescimento. E mais: cada um deve saber como suas tarefas ajudam a companhia. Confira.

Segundo a enquete do Portal SM, a maioria não conhece as metas, que são discutidas na diretoria. Isso é comum nas empresas?

Infelizmente esse resultado retrata a realidade da maioria das empresas. Os funcionários trabalham para cumprir metas que desconhecem e a empresa perde a oportunidade de aumentar o empenho da equipe. No varejo alimentar, não adianta, por exemplo, mandar o funcionário colocar 50 caixas do estoque na área de vendas sem explicar por quê. O funcionário pode ajudar sugerindo melhorias no processo para combater a ruptura. Ele deve ter consciência de que, quando esse problema é solucionado, a empresa cresce. Comunicar metas melhora a produtividade e o atendimento ao cliente, entre outros.

Quais os principais motivos para compartilhar as metas com os colaboradores?

Uma das razões é ter uma equipe mais engajada. Se um funcionário sabe, por exemplo, da abertura de uma filial perto de sua casa, pode pedir transferência. Isso é bom para a empresa, pois reduz custo com transporte. Já para o colaborador, facilita o deslocamente e contribui para uma maior disposição no trabalho. Quando conhece as metas, o funcionário também dá maior importância a suas tarefas porque entende como elas contribuem com a empresa. Também é possível criar um clima de colaboração entre os empregados de diferentes áreas. Por fim, o profissional entende que a empresa pode ajudá-lo a realizar seus projetos pessoais.

Como a empresa pode começar a compartilhar as metas?

A questão não é só comunicar a meta, mas também incentivar o colaborador a dar sugestões de como alcançá-la. Se o objetivo é reduzir em 40% o nível de ruptura no setor de higiene, as pessoas que estão ali oito horas por dia estão aptas a traçar ações para alcançar esse objetivo ou apontar falhas no processo. O gestor deve ser preparado para ouvir atentamente o que elas propõem.

E se mesmo essa mudança não der certo?

Quando a empresa sai de uma cultura muito burocrática para outra participativa, tem de estar preparada para aceitar erros, principalmente no início. Se isso ocorrer, o gestor deve compreender que se trata de aprendizado para o futuro, mas nunca inibir a participação do funcionário. Quando não corre risco, o colaborador fica na inércia esperando o gestor falar tudo o que ele tem de fazer. Nenhum líder dá conta de olhar meticulosamente o trabalho de cada pessoa. Por isso, a companhia deve dar a ele chance de falar e ser ouvido. Ou seja, a empresa deve proporcionar uma via de mão dupla.

Veja mais sobre: metas, treinamento, RH

Comentários

Comentar com:
Publicidade

ENQUETE

Nos últimos 5 anos, quantas vezes a sua empresa teve prejuízo por causa de cargas que foram roubadas a caminho do seu supermercado?

GPS - Guia prático de sortimento

Aqui você pode navegar por todas as seções e categorias de produtos. Utilize um dos filtros abaixo para visualizar as informações:

BUSCAR
Publicidade