Socorro! Gestores atolados em burocracia

Avaliação:

(16 Avaliações)

Por Redação SM - 17/02/2017

Levantamento aponta que 55% do tempo desses profissionais é gasto em atividades que não são essenciais para o negócio


Pesquisa realizada pelo Luzio Strategy Group identificou que 55% do tempo dos gestores é consumido por atividades consideradas burocráticas. O estudo contou com a participação de 300 executivos de 10 empresas que atuam em vários segmentos da economia. Segundo a consultoria, há um aumento da complexidade nas empresas, fruto do seu próprio crescimento e expansão. É necessário, portanto, promover uma simplificação e otimização dos processos para preservar o foco nas atividades de maior impacto para os negócios. 

Veja abaixo as principais causas para ficar “preso” a tarefas burocráticas, apontadas pela consultoria: 

•    A dificuldade de estabelecer prioridades faz com que haja uma proliferação de projetos que envolvem o gestor em inúmeras reuniões sobre os mais variados temas

•    A intensificação das ações de Compliance e da gestão de riscos para aumentar a segurança empresarial tem aumentado o número de alçadas e atividades de controle que permeiam a anatomia dos mais variados processos decisórios

•    A dificuldade de dizer "não" a oportunidades que aparecem no radar aumenta muito o número de produtos com o qual se trabalha. Com isso, a complexidade se torna crescente, mas sem avaliação periódica que resulte na retirada ou terceirização de alguns deles

•    A dança de cadeiras de executivos também influencia. Isso porque cada um procur imprimir sua experiência e legado nos processos e acabam, muitas vezes aumentando a complexidade dos processos. Criam, assim, uma colcha de retalhos difícil de otimizar

•    A implementação de sistemas nem sempre atinge o objetivo essencial de automação e simplificação esperada, tanto pela falta de aderência dos aplicativos aos processos quanto pelo excesso de customizações, o que torna ainda mais demorada a percepção dos benefícios da tecnologia

•    Gestores não enxergam valor na simplicidade, que deveria ser uma obsessão diária em todos na organização. A vaidade é inflamada pelo encanto das soluções sofisticadas, que podem parecer mais marcantes para o legado do executivo. No entanto, o serviço ao cliente é frequentemente prejudicado pela complexidade crescente e pela falta de tempo dos gestores para fazer o óbvio bem feito

•    As reuniões são pouco produtivas e muito demoradas, pela falta de objetividade e método e de pontualidade. Também é comum que participantes importantes não estejam presentes, o que obriga o reagendamento das reuniões até se chegar a uma decisão final. Outra situação comum é a falta de tempo dos gestores para se preparar previamente, o que poderia melhorar a produtividade

Comentários

Comentar com:
Publicidade

ENQUETE

Para Páscoa, qual é a sua expectativa de vendas?

GPS - Guia prático de sortimento

Aqui você pode navegar por todas as seções e categorias de produtos. Utilize um dos filtros abaixo para visualizar as informações:

BUSCAR
Publicidade