Medo do desemprego voltou a subir no fim de 2016

Avaliação:

(2 Avaliações)

09/01/2017

É o que aponta pesquisa realizada pela CNI

O resultado de uma pesquisa trimestral feita pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) aponta que o medo dos brasileiros de perder o emprego voltou a aumentar no fim de 2016. 

De acordo com a entidade, o Índice de Medo do Desemprego, que na pesquisa anterior, divulgada em setembro, havia registrado queda e ficou em 61,2 pontos, voltou a subir em dezembro e chegou a 64,8 pontos. O indicador varia de zero a cem pontos. Quanto mais alto, maior é o medo do desemprego. 

Em nota, a CNI avalia que a queda verificada em setembro refletia uma melhora da confiança na economia, em meio ao processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. E que a nova alta no indicador está ligada à manutenção da recessão, do aumento do desemprego e da inflação no País. 

“Conforme a pesquisa, o medo do desemprego é maior na região Nordeste, onde o indicador subiu para 70 pontos em dezembro, valor 11,3 pontos acima do verificado no mesmo mês de 2015. No Sul, o medo do desemprego diminuiu de 63,2 pontos em dezembro de 2015 para 57,8 pontos em dezembro de 2016, e é o menor entre as regiões do país”, informou a CNI na nota. O levantamento trimestral foi feito com 2.002 pessoas em 141 municípios entre 1º e 4 de dezembro de 2016. 

Fonte: Portal G1

Veja mais sobre: desemprego

Comentários

Comentar com:
Publicidade

ENQUETE

Você acha que indústrias estão tirando mais produtos de linha, ou seja, descontinuando marcas em algumas categorias?

GPS - Guia prático de sortimento

Aqui você pode navegar por todas as seções e categorias de produtos. Utilize um dos filtros abaixo para visualizar as informações:

BUSCAR
Publicidade