7 cuidados com o estoque

Avaliação:

(11 Avaliações)

19/12/2016

Especialistas dão dicas de como trabalhar melhor o nível de mercadorias estocadas


O nível dos estoques é um dos pontos mais críticos para as empresas de varejo. Se estiver alto demais, pode prejudicar o fluxo de caixa. Já o contrário pode levar à ruptura. Veja abaixo alguns cuidados recomendados por especialistas.

1. Um dos erros mais comuns é cadastrar o produto errado. “Quando uma mercadoria é cadastrada com mais de uma denominação, por exemplo, pode-se acreditar que não há mais itens disponíveis e ser induzido a uma compra desnecessária”, afirma Batista Gigliotti, presidente da Fran Systems Estratégia e Desenvolvimento de Negócios. Ele acrescenta que é importante ter muita atenção tanto para cadastrar quanto para dar baixa em mercadorias retiradas para ser utilizadas em outras seções da loja, como padaria ou rotisseria 

2. Mais do que extrair relatórios do sistema, é preciso saber interpretar os dados para traçar planos de ação e promover correções no nível de estoque

3. Ao identificar produtos parados há muito tempo, é necessário avaliar a possibilidade de realizar promoções para desová-los. “Estoque parado é sinônimo de dinheiro parado”, lembra Gigliotti. 

4. Para ter um nível de estoque que supra as vendas do item e um estoque de segurança até a entrega pelo fornecedor, é preciso analisar alguns fatores. Segundo Nelson Endrigo Junior, consultor do SEBRAE-SP, deve-se avaliar o histórico de demanda, o perfil do cliente, o giro do produto, entre outros 

5. O especialista do SEBRAE-SP lembra ainda da necessidade de estar atento às novidades e às mudanças na preferência do cliente, além de estar sempre atento ao que é comentado nas mídias sociais e tradicionais

6. Endrigo também enfatiza que o empresário deve estar atento ao nível de estoque (análise diária) e procurar manter sempre a menor quantidade possível (aquela que não vai afetar o fluxo de caixa nem deixar ter ruptura)

7. No caso do varejo, diz o especialista do SEBRAE-SP, devem ser realizados inventários frequentemente. Em casos de seções críticas – como as de mercearia de alto giro, os hortifrútis e itens muito visados para furto – a contagem física do estoque deve ocorrer até mesmo diariamente, dependendo de cada empresa

Fonte: O Estado de S. Paulo

Comentários

Comentar com:
Publicidade

ENQUETE

Após saída de CEO, Abilio Diniz disse que vai colocar o Carrefour Brasil em “outra posição”. Você acha que ele terá sucesso nessa empreitada?

GPS - Guia prático de sortimento

Aqui você pode navegar por todas as seções e categorias de produtos. Utilize um dos filtros abaixo para visualizar as informações:

BUSCAR
Publicidade