No time da empresa, qual jogador você é?

Avaliação:

(2 Avaliações)

Por Redação SM -

Tem o capitão, aquele que joga parado, o fominha, o carregador de piano

A partir de amanhã, com o início da Copa do Mundo, o desempenho dos jogadores vai dominar todas as rodas de conversa. Bom momento para refletir sobre o papel que você exerce no time da sua empresa . Sergio Chaia é coach de CEOs e de treinadores de atletas de alto rendimento, além de atuar em conselhos de empresas e realizar mentoria para empreendedores. Ao longo de sua carreira, tem percebido vários estilos de jogadores no contexto empresarial. Conheça os principais:

Defensivo

É aquele que sempre diz que uma nova proposta não vai dar certo. Lembra o tempo todo que aquilo já foi tentato e não vingou.

O 'Joga Parado'

Fica sempre na dele, tem pouca opinião própria e gosta de identificar quem na empresa está se destacando para dizer que joga no time dele. Costuma seguir as ondas: se a orientação é cortar custos, ele corta e diz que está certo; se o novo foco é encantar os cliente, ele vai e apoia. 

Fominha

Quer todos os projetos para ele, gosta de ser reconhecido a toda hora. Fica irritado quando alguém recebe mais reconhecimento. Assemelha-se ao atacante que sempre tenta fazer o gol, sem se importar se há um companheiro de time melhor posicionado.  Joga para ele, não para a equipe.

Carregador de piano

Faz o trabalho duro sem aparecer tanto, mas todos acabam percebendo o quanto ele é importanta para a empresa. Quase todo time de futebol vencedor tem ao menos um volante com essas características. No mundo corporativo, o profissional com essa característica é comprometido, procura fazer com que os processos e rotinas sejam bem executados, garantindo a satisfação dos clientes. 

O 'Ligação Direta'

Em vez de assumir responsabilidades, transfere todas as broncas e perrengues para a equipe. Se a notícia não é boa, passa para baixo sem avaliar os efeitos negativos dessa atitude, sobretudo no pessoal menos experiente.

O Traíra

É quem investe muito tempo para minar os resultados e a performance de alguém ou de alguma área. Prefere destruir a construir.

Artilheiro

Esse chama a responsabilidade, tem muita energia e não rejeita desafios. Se alimenta dos gols que marca e dos projetos que consegue implantar.

Chorão

Reclama de tudo e sempre temuma desculpa na ponta da língua para justificar seus resultados.

Capitão

Lidera a equipe. Não precisa ser a estrela, mas é muito respeitado pelo time. Dá exemplo e só aparece quando realmente é necessário. Prefere que seu time brilhe e marque gols. Nas derrotas, assume a responsabilidade. Jás nas vitórias exalta os outros jogadores. 

Para Sergio Chaia, apesar de nos identificarmos mais com um ou outro tipo de jogador, em determinados momentos da carreira podemos assumir mais de um papel. O importante é, ao longo do tempo, cada profissional adotar perfis mais construtivos: aqueles que realizam, são pró-ativos, encaram desafios e jogam para o time. Esse é o caminho para ter seu passe cada vez mais valorizado.

 

Fonte: Valor Econômico

Veja mais sobre: rh, gestão, clima organizacional

Comentários

Comentar com:
Publicidade

ENQUETE

Com soluções diferenciadas e muitas vezes a um custo mais acessível, as startups têm ajudado empresas de diferentes setores a resolver os problemas mais diversos. Diante disso, você já pensou em ter uma startup como parceira do seu supermercado?

GPS - Guia prático de sortimento

Aqui você pode navegar por todas as seções e categorias de produtos. Utilize um dos filtros abaixo para visualizar as informações:

BUSCAR
Publicidade